logo-peq

Educação 5.0: Como a tecnologia pode te ajudar

educacao-5.0-prova-facil

A Educação 5.0 mantém o foco na tecnologia e no protagonismo do aluno, só que agora o intuito é trabalhar as habilidades socioemocionais e a contribuição que o estudante pode dar para o meio social.

Até bem pouco tempo atrás, falava-se muito em Educação 4.0. Hoje, o foco é a Educação 5.0, que assim como a anterior, também coloca a tecnologia em um papel de destaque.

Na Educação 5.0 alunos e professores são preparados para uma realidade que não prima apenas pela inserção no mercado de trabalho, mas também pela contribuição que cada sujeito pode trazer para o bem-estar da sociedade. 

Ou seja, o objetivo não é só sobreviver no mundo; é preciso agregar, trazer conhecimentos, contribuir para o bem do planeta.

Acompanhe o artigo de hoje e saiba mais sobre esse conceito, e como a escola e a  tecnologia devem se comportar para viver essa nova realidade. 

O que é a Educação 5.0?

A Educação 5.0 tem por objetivo desenvolver o aluno para contribuir para o bem social, preparando-o não somente para resolver desafios lógicos, e sim que possa ser útil ao mundo com soluções inovadoras. 

Com essa nova abordagem, as habilidades interpessoais (soft skills) ganham relevância, já que o desafio agora é formar um aluno mais humano, consciente, ativo, produtivo e capacitado para enfrentar os dilemas do mundo moderno.

Assim, a Educação 5.0 é uma continuidade da Educação 4.0, teoria que colocou o aluno como centro do processo de aprendizagem e posicionou a tecnologia como meio de alcançar essa transformação digital.

Qual a diferença entre Educação 5.0 e Educação 4.0?

A Educação 5.0 não elimina a Educação 4.0, pelo contrário, uma complementa a outra e dá continuidade.

A diferença é que a Educação 4.0 centraliza o protagonismo do aluno em classe, valorizando primeiramente suas capacidades digitais e a multidisciplinaridade. Aqui, a escola trabalha a solução de problemas baseado em atividades criativas e ambientes modernos.

Já a Educação 5.0 aproveita esses conceitos trabalhados na Educação 4.0, só que ela orienta o aluno a usar suas habilidades e os recursos tecnológicos para o bem comum, favorecendo iniciativas que melhorem a vida das pessoas.

O que é um professor 5.0?

O professor 5.0 é o profissional que tem domínio das novas tecnologias educacionais. Ele possui diversas habilidades e tem experiência com o digital já que foi transformado por ele. 

Esse trabalhador da Educação usa técnicas atuais e métodos tecnológicos diversos para tornar suas aulas cada vez mais dinâmicas, engajadas e participativas. 

Ele sabe trabalhar todas funções que os recursos metodológicos dispõem, como plataformas, softwares, aplicativos, etc., visando ter sucesso em suas aulas presenciais, remotas e/ou híbridas.

A falta desse perfil docente pôde ser sentida durante a fase mais aguda da pandemia, onde as aulas presenciais foram canceladas e os meios digitais dominaram, ocasionando na ausência de profissionais preparados para o ensino híbrido e online.

Afinal, infelizmente nem todo educador está capacitado para suprir as carências relacionadas ao uso de recursos digitais. 

Por isso, a Educação 5.0 vem para reforçar essa necessidade, ao buscar formar professores eficientes em todos os níveis de ensino e disciplinas. 

Mais que isso, é urgente a carência de profissionais humanos, que entendam e acolham as dificuldades impostas pela deficiência dos alunos e escolas com os meios tecnológicos.

Como a tecnologia pode te ajudar a oferecer uma Educação 5.0?

O intuito da tecnologia na Educação 5.0 é ofertar uma melhor qualidade de vida, de modo a usar as ferramentas digitais em setores mais humanos, como a gestão. 

É preciso tornar a rotina mais interessante, simples, sem estresses e com foco na sustentabilidade.

Assim, os estudantes precisam ser ensinados a utilizar a tecnologia de forma saudável, usando-o como meio de transformar a sociedade. Logo, a escola deve investir em modelos de aprendizagem além do tradicional.

A seguir veja três ocasiões onde a instituição de ensino pode (e deve) empregar novidades para reforçar a Educação 5.0.

Na oferta de Ensino Híbrido

O ensino híbrido se revelou uma excelente alternativa durante a pandemia, uma vez que as escolas perceberam a eficácia de unir o melhor do online com o presencial.

Dessa maneira, a escola, professor e alunos passaram a vivenciar momentos na escola e estudar outros em casa. 

No ambiente familiar, esse público usou ainda mais smartphones, tablets, computadores e outros utensílios.

Através da tecnologia, é possível valorizar o protagonismo do aluno, uma vez que ele pode usar seu conhecimento em ferramentas digitais para ajudar uma ONG ou uma instituição de caridade, por exemplo.

Na oferta de tecnologia que facilite a vida do professor

Inserir a tecnologia na vida do educador o ajuda na preparação de aulas adaptadas à realidade do seu alunado. 

Nessa lógica, uma boa tática é inserir ambientes virtuais colaborativos, onde os profissionais podem se comunicar e trabalhar a distância.

Com isso, os pais também podem se aproximar da escola, outra importante necessidade do sistema ensino-aprendizagem. Isto é, podem acompanhar a evolução de seus filhos pelas plataformas remotas.

Em vista disso, cabe a instituição capacitar seus educadores para lidar com plataformas de Educação online e híbrida, buscando oferecer ferramentas ricas e intuitivas.

Nas avaliações

Se a Educação sempre se renova, por quê as avaliações ficariam de fora dessa modernização? 

Os alunos são diferentes e aprendem de formas distintas, ou seja, é necessário inovar em avaliações e testes que valorizem suas capacidades cognitivas e sociais.

Dessa forma, a escola carece de sistemas de avaliação modernos, especialmente voltados a seleção dos estudantes e avaliações regulares.

Tags: No tags

Comments are closed.